Autonomia Profissional — Governar sua carreira pelos próprios meios.

Do grego — αὐτο “de si mesmo” + νόμος /nomos/, “lei” —, autonomia significa criar suas próprias leis com base em informações já pré-adquiridas e moldá-las a sua própria convicção. Diante do meio profissional, a autonomia pode impulsionar os seus talentos e o da sua equipe, ou o do seu negócio próprio.

Seguir suas próprias leis é ter autoridade em suas ações e suas experiências, tendo força motriz para gerir suas escolhas e decisões, refletindo positivamente em tudo o que você faz, com a liberdade de se autogerir você pode, inclusive, melhorar sua criatividade. Autogovernar-se é saber suas prioridades, suas qualidades e necessidades, e organizar para que cada departamento que forma o seu ser funcione da melhor forma. Essa autoridade sobre quem você é refletida na sua carreira gera reconhecimento do poder de sua autonomia e do seu posicionamento no mundo, deixando uma assinatura única. Suas próprias leis vêm do conhecimento interno e externo, de quem você é do ambiente em que se insere.

Qual é o poder da sua própria lei no ambiente de trabalho?

Imagine sua carreira, ou seu negócio, como um sistema político democrático em que você precisa criar leis, condições sociais e econômicas de forma justa e humana, com equidade e sabedoria. Tudo isso precisa de uma gestão bem organizada e precisa ser categorizado de forma que cada lei e projeto recebam a devida atenção. Pensar nesses aspectos considere você e o mundo ao seu redor, como esse governo é para você e sua carreira, ele tem que ser justo com a sua trajetória de vida, seus objetivos, suas experiências e como você pode usar tudo isso para melhorar seu trabalho. Significa que você pode voltar-se para você e pensar em como a sua própria melhora se reflete em tudo o que você faz. Isso pode ser positiva ou negativamente, depende de como você decide encarar tudo isso, mas uma lei bem aplicada em si mesma, é uma lei bem aplicada no mundo!
Sabendo como funciona o processo de autonomia para você, é muito mais fácil refletir isso no âmbito profissional, você saberá como delegar cada potência dentro da sua equipe ou do seu negócio, saberá que sua equipe também precisa de autonomia para ter segurança naquilo que faz, sentindo-se pertencente daquele espaço de trabalho e condicionando a uma maior liberdade criativa, melhorando a performance. As próprias leis aplicadas com as demais, já pré-existentes, se torna uma ferramenta poderosa para gerir tudo o que estiver ao seu alcance com ótimos resultados.

Claro que para quem não é autônoma e não tem tanta liberdade no trabalho para exercer sua autonomia dificulta um pouco o processo, mas também é possível para você usufruir do seu conhecimento de si e do seu trabalho para melhorar seus resultados e ganhar visibilidade na empresa. Para aquelas que já são autônomas, ou seja, cuidam do seu próprio negócio, vale pensar em como sua governança tem sido aplicada, você está sabendo aplicar leis próprias de maneira benéfica para você e condizente com as que já existiam antes? Elas trarão bons resultados no seu trabalho?

A autonomia é a melhor companheira na sua jornada de trabalho, pois ela reflete toda a experiência adquirida por você em uma adaptação subjetiva que faz diferença positiva nos seus resultados e na sua performance.

Vale pergunta-se em como você anda praticando sua autonomia e se já está na hora de rever as suas próprias leis, já que elas também têm que estar sempre em evolução junto com você. A autonomia deixa que você guia sua carreira com seus próprios meios, saiba usa-lá.

Juliana Pinheiro
Creative Women Team

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.