Como criar abundância quando se está na escassez financeira?

Como criar abundância quando se está na escassez financeira?

Criando gratidão!

A escassez financeira é realidade de muitas famílias brasileiras, você não está sozinha. Por pior que pareça existem mais 10 milhões de pessoas endividadas no nosso país. (Publicado em 06/01/2021 – 12:24 Por Ana Cristina Campos – Repórter da Agência Brasil – RJ).

Essa não é uma informação para fazer você se acomodar ou até mesmo se comparar com ninguém. Você é única, e imagino que tem uma história pessoal diferente para contar sobre como chegou em uma situação de dificuldade financeira.

O ponto que desejo abordar aqui, é o que você tem a ganhar ou melhorar as suas chances em prosperar financeiramente, se escolher evitar esse sentimento de escassez e extrema necessidade.

Já percebeu como lamentar e se preocupar não ajudam você? Você está agravando isso com outros sentimentos como fracasso e frustração? O que dar espaço para estes sentimentos ajudam você?

Primeiro, vamos ressignificar tudo isso? 

Ressignificar neste caso será com o objetivo de dar outro ponto de vista para esta situação.

Vou te ajudar fazer isso contando mais uma fato: você sabia que os donos do Spoleto faliram vários restaurantes, algumas vezes, antes de criar a rede com 600 restaurantes? E que a maioria das grandes empresárias bem sucedidas do país passaram ou passam por várias dificuldades financeiras e mesmo assim conseguem reerguer-se e construir grande receita depois?

Consegue perceber que a mudança do negativo aos vários dígitos positivos ocorrem por conta de uma escolha de ponto de vista diferente? Eles ou elas não se paralisaram diante da falência, e provavelmente não encararam como fracasso e sim como uma experiência válida para seguir com a vida profissional.

Você pode escolher abrir mão de invalidar-se por conta das dívidas, ou qualquer dificuldade em finanças, isso é possível para você também.

Convido você então, para dissociar esta imagem, este ponto de vista fixo, sobre escassez de dinheiro com fracasso, e por consequência lamentar-se sem efetividade.

Outra coisa comum que você pode evitar é tomar medidas extremas naqueles momentos de desespero. Quando você qualifica a situação de extrema necessidade, acaba agindo por impulso e se rende as primeiras opções, como pegar dinheiro emprestado a juros altíssimos por exemplo.

Que tal escolher em um momento mais calmo, após pesquisar e levantar várias alternativas que existem ao seu alcance?

E se você já fez algumas dessas opções, tudo bem. Não há necessidade de culpar-se mais ainda. O julgamento interno também não te ajudará a fazer as melhores escolhas para mudar.

O que acha de se validar por todos os esforços que fez para seu sustento e da sua família? Que tal escolher reconhecer de forma positiva tudo o que fez? Que tal agradecer por todas experiências que viveu, e se permitir receber todas contribuições que elas foram na sua vida? Todas os eventos da vida tem alguma contribuição de aprendizado.
Sinta-se grata.

É a partir deste sentimento de gratidão, e ponto de vista aberto que você poderá encontrar possibilidades mais prósperas e expansivas.

Perceba como a gratidão trás outra sensação e sentimento. Deste estado e momento de gratidão você pode começar a procurar e perguntar, o que devo fazer agora? O que pode me ajudar neste momento?

Os melhores insights, ideias virão quando estiver escolhendo abrir mão de pontos de vistas que te invalidam e estiver no estado da gratidão.

Agradecer é a arte de atrair coisas boas.

Priscilla Leão
Life Coach e Facilitadora de Barras de Access

*Esse texto faz parte do E-book Terapia da autora

1 responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.